Como funciona o mercado da estética para farmacêuticos

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

farmacêuticos

A preocupação com a imagem, associada ao bem-estar físico e mental, tem feito com que muitas pessoas procurem os tratamentos estéticos. Segundo levantamento da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), a busca por procedimentos não-cirúrgicos para esse fim aumentou cerca de 390%, no período de 2014 a 2016.

Com a grande procura, muitos profissionais da área da saúde passaram a apostar nesse nicho, especializando-se no segmento. Os farmacêuticos são exemplo e neste artigo vamos mostrar como esse mercado funciona para eles. Veja só:

Os farmacêuticos na área estética

Em 2013 o Conselho Federal de Farmácia (CFF) publicou resolução para regulamentar a atuação estética dos farmacêuticos. A partir dali, algumas alterações surgiram, sempre com a finalidade de atualização e garantia de um atendimento ético e de qualidade para a população.

Portanto, os farmacêuticos estão aptos a realizar uma série de procedimentos corporais e faciais. Entre eles estão a aplicação de toxina, massagens, tratamentos contra a acne e a limpeza da pele.

Dessa forma, podem atuar em clínicas, centros estéticos, spas, ou no desenvolvimento de produtos. Um recém–formado na área chega a ganhar R$ 4 mil por uma carga horária de 40 horas semanais.

As vantagens desse profissional no setor

Na comparação com outros profissionais da saúde que atuam na área estética, os farmacêuticos podem se destacar por conta do seu amplo conhecimento em fisiologia e também capacidade de criar os próprios cosméticos.

farmacêuticos

Sendo assim, ele consegue promover um atendimento ainda mais personalizado, receitando produtos e procedimentos de forma mais eficaz. Aqueles que investem na pesquisa de novos processos têm ainda mais chances de se destacar no mercado.

O que é preciso para entrar nesse mercado

Os farmacêuticos interessados em atuar na área estética devem procurar uma especialização. Cursos livres e pós-graduação em farmácia estética são as alternativas. Por meio dos estudos, o profissional amplia o conhecimento para atuar de forma segura e com maior eficiência.

Ao realizar a pós-graduação, por exemplo, os farmacêuticos estarão prontos para atuar como responsáveis técnicos em clínicas. Realizar procedimentos injetáveis minimamente invasivos como o preenchimento facial, identificar afecções estéticas da face e do corpo, também estão entre as atribuições.

A importância de fazer o curso em instituição de referência

Como apontamos aqui, os farmacêuticos interessados em atuar na área estética devem se especializar. Nessa busca por um curso de pós-graduação é importante que a instituição de ensino escolhida seja de referência. Isso porque, somente a formação de qualidade garantirá ao profissional a segurança e o conhecimento adequado para se destacar no mercado.

Para encontrar a instituição ideal vale conversar com quem já estudou no local, além de checar a grade curricular para saber se ela está de acordo com o que o mercado pede. O corpo docente e a infraestrutura adequada também precisam ser analisados com cautela.

Como mostramos neste artigo, a área da estética é bastante vantajosa para os farmacêuticos. Desde que a atuação foi regulamentada pelo CFF, profissionais do setor podem realizar uma série de procedimentos faciais e corporais. Podem trabalhar em clínicas, spas e na produção e inovação de produtos e processos. Mas, para tanto, é importante fazer a pós-graduação em instituição de referência.

O que você achou deste nosso artigo? Se tiver dúvidas ou outras sugestões sobre o tema, deixe aqui o seu recado e continue acompanhando o nosso blog.

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×