Farmácia estética: como está o mercado de trabalho para esse profissional

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

farmácia estética

Você já é formado em farmácia e deseja trabalhar no segmento de estética? Saiba que esse segmento tem se mostrado bastante estável no Brasil, mesmo com a crise econômica que vem se arrastando por alguns anos.

Essa estabilidade do mercado é proporcionada pelo o público, que, mesmo que tenha que realizar alguns ajustes no orçamento, não elimina os tratamentos que possam promover seu bem-estar e saúde. De acordo com a Abhipec — Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos —, o Brasil é o quarto país do mundo que mais consome produtos relacionados à estética.

Com esse mercado bastante otimista, a seguir você vai conferir como anda o mercado de trabalho para os profissionais de farmácia estética.

O que é farmácia estética?

Desde 2015, o Conselho Federal de Farmácia (CFF) por meio das resoluções 573/2013 e 616/2015, ampliou o campo de atuação do farmacêutico habilitando esse profissional a atuar nos estabelecimentos de saúde estética realizando procedimentos que demandam por aplicações de técnicas de origem estética, bem como a utilização de recursos terapêuticos.

Desse modo, na farmácia estética o profissional se habilita para proporcionar excelência nos tratamentos estéticos, promovendo a saúde e o bem-estar dos pacientes. Ao alinhar os conhecimentos adquiridos ao longo da formação como farmacêutico, bem como os conhecimentos adquiridos na sua especialização em farmácia estética, o profissional agrega ainda mais valor no tratamento do paciente por ter pleno conhecimento da fisiologia humana e as interações dos tratamentos e produtos com o corpo.

farmácia estética

Quais as oportunidades o mercado de trabalho proporciona?

Ao atuar na farmácia estética, o profissional pode trabalhar nos estabelecimentos de saúde estética, realizando procedimentos que possam demandar suas habilidades adquiridas ao longo da sua formação. O farmacêutico conta com um campo de trabalho bastante variado, podendo realizar as seguintes atividades:

  • avaliação e definição dos procedimentos e estratégias de tratamento do paciente;
  • acompanhamento da evolução do tratamento e dos resultados estéticos do paciente;
  • cosmetoterapia;
  • peelings químicos e mecânicos;
  • ultrassom estético;
  • eletroterapia;
  • iontoforese;
  • radiofrequência estética;
  • criolipólise;
  • luz intensa pulsada;
  • laserterapia;
  • carboxiterapia;
  • agulhamento e microagulhamento estéticos;
  • toxina botulínica;
  • preenchimentos dérmicos;
  • intradermoterapia.

 Qual é o perfil do profissional para atuar na farmácia estética?

Ao finalizar a sua graduação em farmácia, você pode decidir por trabalhar no segmento de estética, pelas grandes e variadas oportunidades que essa área oferece. Sendo assim, para ingressar nesse segmento do mercado, é preciso fazer uma pós-graduação em farmácia estética, conforme estabelecido pelo MEC.

O profissional que deseja seguir no segmento da farmácia estética deve ser ávido pela novidade e manter-se sempre atualizado das melhores práticas adotadas pelo mercado. Isso é fundamental para que você seja um profissional competitivo e se mantenha no segmento, já que o público é bastante exigente e demanda sempre pelos melhores resultados dos tratamentos.

Uma grande vantagem competitiva do profissional formado em farmácia estética é que ele consegue alinhar todo o conhecimento sobre os produtos, princípio ativo dos medicamentos e as possíveis interações que podem causar no paciente. Ao alinhar todos esses conhecimentos, o farmacêutico é o profissional melhor capacitado para associar tratamentos e produtos cosméticos eficientes e condizentes com as necessidades dos pacientes.

Achou a farmácia estética uma boa opção para seguir carreira? Compartilhe conosco suas impressões deixando seu comentário.

 

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×