Biomédico colpocitologista: o que faz esse profissional?

biomédico colpocitologista

Alguns profissionais desconhecem todas as possibilidades que sua área de atuação pode oferecer. Na biomedicina, por exemplo, há 35 especializações reconhecidas pelo conselho da classe, com oportunidades de emprego no setor público e privado.

Algumas áreas mais específicas estão em alta, como é o caso da colpocitologia oncótica, voltada para a prevenção e detecção do câncer de colo do útero. Neste artigo, vamos falar um pouco sobre a atuação nesse segmento, mostrando o que faz um biomédico colpocitologista.

O que é a área de colpocitologia oncótica?

A colpocitologia oncótica é o segmento da biomedicina voltado para a análise microscópica das características celulares e das técnicas de diagnóstico usadas para identificar lesões e determinar o câncer de colo do útero.

É uma área bastante específica e que está em ascensão por auxiliar na prevenção de um problema grave de saúde. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), esse é um dos três tipos da doença que mais acometem as mulheres brasileiras.

Dessa forma, o mercado está sempre em busca do biomédico colpocitologista devidamente qualificado para que ele possa auxiliar no diagnóstico rápido e preciso do câncer de colo do útero.

Quais as atividades desempenhadas pelo profissional

O biomédico colpocitologista atua em laboratórios, clínicas e em unidades de saúde públicas ou particulares. A ele cabe analisar a estrutura das células identificando possíveis anomalias, diferenciando as alterações malignas das que são benignas.

Durante a análise, o profissional também consegue identificar outros problemas como a presença de uma infecção causada pelo Papilomavírus Humano (HPV), fator de risco para o aparecimento do câncer de colo do útero.

Após a análise, o biomédico colpocitologista verifica novamente os resultados a fim de que possa emitir um laudo mais confiável e seguro para o paciente.

biomédico colpocitologista

O que é preciso para se tornar um biomédico colpocitologista

Ao profissional que deseja atuar neste segmento, a recomendação é fazer um curso de especialização. Para tanto, é importante que ele tenha concluído a graduação em biomedicina e que também conte com a inscrição no Conselho Federal de Biomedicina (CFBM).

A pós-graduação em colpocitologia oncótica oferecerá todo o conteúdo necessário para uma formação de qualidade e com segurança. Além disso, será uma oportunidade de trocar informações com outros colegas de profissão, enriquecendo ainda mais o conhecimento.

É válido lembrar que, para se tornar um biomédico colpocitologista de excelência, o curso deve ser realizado em uma instituição de ensino que conte com toda a infraestrutura necessária, corpo docente qualificado e grade curricular adaptada à realidade do mercado.

No nosso artigo mostramos o que faz um biomédico colpocitologista. A ele cabe analisar as estruturas das células, identificando possíveis lesões que possam causar o câncer de colo do útero, uma das doenças graves que mais acometem as mulheres no país. Também apontamos que, para se tornar um profissional do segmento, é importante fazer uma especialização em uma instituição de ensino que preze pela qualidade.

Se você gostou do nosso artigo sobre o que faz um biomédico colpocitologista, no nosso blog tem mais textos sobre atividades relacionadas com a biomedicina. Confira.