I Congresso Brasileiro Científico Inflama Micro Intercorrências – ONLINE

   Com o avanço tecnológico e o crescimento do mercado na área da estética surgem, a cada momento, novas formas de embelezamento e correção corporal1. A Micropigmentação surge para facilitar a rotina, ressaltar ou revelar os traços individuais, melhorando a autoestima. Mas, também, tem a finalidade de minimizar imperfeições, através de procedimentos estéticos e paramédicos em sobrancelhas, lábios leporinos, reconstrução de aréolas (pós-mastectomia), cicatrizes, pequenas áreas de vitiligo, calvície, entre outros. E independente da razão que ela venha a ser realizada, é importante pontuar que a sua prática deve ser consciente, tanto em relação aos conhecimentos quanto aos riscos, que podem ocorrer. A Micropigmentação surgiu do conceito da tatuagem, com diferenças significativas entre elas, porém, tendo como ponto em comum, a implantação do pigmento na camada dérmica da pele, provocando um processo inflamatório.

    Apesar de a Micropigmentação ser um procedimento minimamente invasivo, um profissional não habilitado pode desencadear intercorrências (inter: entre; ocorrências: acontecimentos), de graus variados ao público submetido ao procedimento, até a sua evolução, incluindo a hiperpigmentação pós-inflamatória a impactos emocionais profundos. Desta forma, o grande desafio para o micropigmentador é saber lidar com as intercorrências na sua prática profissional e saber conduzir os procedimentos, para minimizar os agravos relacionados, que vão muito além do domínio da técnica. E para isso, ele precisa saber avaliar os parâmetros inflamatórios e as possíveis ações preventivas e também relacionadas, para oportunizar uma assistência com maior qualidade e melhores resultados.

    A inflamação é um processo complexo que envolve a reação dos vasos sanguíneos e linfáticos, com a participação de diversas células do sistema imunológico. O pigmento implantado sofre influências ambientais (radiação, medicamentosas, dentre outras) na derme e ainda pode mudar de localização, durante a fase de reparo tecidual³. Se a inflamação não for controlada, as boas práticas de Biossegurança não forem implantadas adequadamente, seguidas pela falta de conhecimentos atualizados pelo profissional, intercorrências inesperadas podem proporcionar agravos leves a extremamente graves.

    Em decorrência dos números crescentes de intercorrências, causados em indivíduos submetidos à Micropigmentação, houve uma grande necessidade de discutir estas questões com a comunidade e caminharmos para conscientização de mudanças de postura, visando à diminuição dos agravos provocados. O INFLAMICRO tem como principal objetivo proporcionar estas discussões, em sua primeira edição, relacionadas às intercorrências, com aprofundamento científico, principalmente devido à carência de publicações na área.

    Esperamos que através das discussões científicas fomentadas, o profissional possa lançar um olhar para o futuro, visando o seu aprimoramento constante, associado a uma postura ética e de responsabilidade, prevenindo ou minimizando as intercorrências que possam ser desencadeadas na Micropigmentação.

Data: 14 a 20 de novembro 2021

Palestrantes confirmados:

ALAN SPADONE: Pigmento orgânico ou inorgânico. Qual é o melhor?

JANAINA CAMPIOL: Despigmentação química associada à despigmentação a laser na Micropigmentação corretiva

​E muito mais!

Evento online

SAIBA MAIS