Você sabe o que é fármaco?

fármaco

Fármaco, de acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, é a principal substância da formulação do medicamento, responsável pelo efeito terapêutico. Fármaco também é um composto químico obtido por extração, purificação, síntese ou semi-síntese. São os fármacos que dão origem aos medicamentos, sendo o princípio ativo da forma terapêutica.  

Seguindo as definições oficiais que regulamentam a área de saúde no Brasil, conforme Portaria ministerial n 3.916/MS/GM do Ministério da Saúde, fármaco é a substância química que é o princípio ativo do medicamento. E por medicamento entende-se ser o produto farmacêutico com finalidade profilática, curativa, paliativa ou para fins de diagnóstico.

Desse modo, fica fácil de entender a estreita relação entre fármaco e medicamento, sendo o fármaco o princípio ativo para a formulação dos medicamentos que são o produto final para ingestão do paciente na busca da melhoria das condições de saúde. Ou seja, o medicamento é o fármaco beneficiado em doses ou concentrações terapêuticas, com finalidade de curar ou demais ações relacionadas à saúde do paciente.

Origem do Fármaco

A palavra fármaco deriva da terminologia grega “phármakon” que tem o significado de ser aquilo que pode transladar as impurezas, ou seja, para os gregos essa palavra poderia significar tanto remédio como veneno, poderia manter a vida ou causar a morte. O que interferia no resultado do phármakon, para os gregos, era a dose.

Assim sendo, chega-se ao atual conceito do fármaco como substâncias químicas de estrutura química definida, com propriedades farmacológicas utilizadas com fins medicinais com prescrição da quantidade necessária e tempo de uso pelo paciente.

Classificação do Fármaco

Os fármacos podem ser classificados quanto à sua origem, seus efeitos e suas formas farmacêuticas. Vejamos cada um deles.

Origem

  • Natural;
  • Animal;
  • Vegetal;
  • Artificial – quando o fármaco é manipulado e sintetizado pelo homem em laboratórios.

Aproveite para conhecer os cursos de especialização para farmacêuticos:

Pós-graduação em Farmacologia Clínica

Pós-graduação em Fitoterapia Clínica

Pós-graduação em Manipulação Magistral Alopática

Pós-graduação em Manipulação Magistral de Dermocosméticos

Pós-graduação em Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos Cosméticos

Efeitos

  • Terapêuticos – fármacos que dão origem aos medicamentos em um determinado grupo terapêutico;
  • Laterais ou secundários – fármacos que proporcionam efeitos que não concorrem com a melhoria da situação patológica a ser tratada. Entretanto, eles podem ser adversos quando indesejáveis ou quando interagem com outras formas desconhecidas que podem ser prejudiciais;
  • Reações adversas – a ingestão de certos fármacos pode ocasionar sintomas indesejáveis, ou até mesmo toxicidade. Além disso, pode proporcionar interações prejudiciais com outros princípios farmacêuticos usados concomitantemente;
  • Tóxicos – reações provocadas por dose excessiva ou acumulação anormal do fármaco no organismo;
  • Locais – reações que acontecem somente no local de administração e atuação do fármaco;
  • Sistêmicos – efeitos que podem ocorrer em um órgão ou sistema diferente do tratado originalmente pelo fármaco;
  • Sinérgicos – combinações dos efeitos de dois ou mais fármacos administrados simultaneamente em que se consegue um efeito final superior a soma dos efeitos de cada um deles isoladamente;
  • Antagônicos – efeitos contrários aos esperados entre dois fármacos distintos que podem reduzir a ação e eficácia de um deles.

Formas farmacêuticas

Os fármacos são a base dos remédios que podem ter a forma de comprimidos, xaropes, pomadas, pílulas, cremes, dentre outros.

Com essas explicações e diferenciações buscamos esclarecer sobre o que é fármaco, sua origem e finalidade na busca da melhoria da saúde. Ficou interessado no assunto? Tem alguma informação interessante para compartilhar conosco? Deixe seu comentário no nosso post!