Prescrição estética: quem pode fazê-la?

Estética

Produtos e procedimentos estéticos estão cada vez mais acessíveis à população. Tanto é que a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), aponta o Brasil na quarta colocação em consumo no mundo.

Com a crescente demanda, profissionais da saúde têm procurado se especializar na área estética a fim de poder prescrever produtos e tratamentos com segurança e resultados positivos.

Para saber mais sobre o assunto, continue acompanhando o nosso artigo que traz respostas para perguntas essenciais daqueles que desejam atuar na área estética.

Prescrição estética, quem pode fazê-la?

Para prescrever medicamentos, produtos e tratamentos é necessário ter formação acadêmica adequada na área da saúde. Portanto, não é qualquer profissional que está habilitado para prescrição estética.

Médicos, biomédicos, fisioterapeutas e farmacêuticos estão entre aqueles que podem prescrever os produtos e procedimentos estéticos, já que durante a formação adquirem o conhecimento necessário sobre o corpo humano e as reações do mesmo em contato com certas substâncias.

Receitar tratamentos e/ou produtos sem a devida formação e habilitação pode levar o profissional a responder processo ético. Conselhos profissionais fiscalizam a atuação irregular e têm o poder de penalizar os seus inscritos quando identificam má conduta ou recebem denúncia.

Importante salientar que na área da estética há procedimentos invasivos e não invasivos. Neste artigo abordamos a formação para aqueles que não submetem o paciente a processos injetáveis, ou seja, tratamentos não invasivos.   

Existe um curso específico?

Sim. Técnicos e graduados na área da saúde encontram um curso específico de prescrição estética que habilitará o profissional para indicar e/ou prescrever produtos como filtro solar, goma de efeito lifting, shake termogênico, cápsula antiaging, bombom da beleza, entre outros.

A partir dessa formação, o profissional apresentará um diferencial em seu campo de atuação, potencializando os seus resultados no atendimento de estética facial e também corporal.

Isso tudo com conhecimento de princípios ativos modernos e de dosagens adequadas, de acordo com cada caso. Sendo assim, oferecerá atendimento personalizado, seja em consultório ou na modalidade home care.

Para fazer o curso será necessário a graduação ou curso técnico na área da saúde, inclusive os técnicos em estética. É preciso ainda contar com conhecimento da fisiologia e fisiopatologia da pele e ter noções de cosmetologia básica.

Aproveite para conhecer os cursos de especialização na área da estética:

Pós-graduação em Biomedicina Estética

Pós-graduação em Dermaticista

Pós-graduação em Estética

Pós-graduação em Farmácia Estética

Pós-graduação em Fisioterapia Dermatofuncional

Como encontrar a instituição de ensino mais adequada?

A escolha da instituição de ensino é fundamental para quem deseja uma boa colocação no mercado de trabalho. Portanto, na hora de optar por um curso de prescrição estética é importante pesquisar.

A grade curricular é um dos primeiros pontos a ser analisado. É que as disciplinas indicarão se o curso em questão está de acordo com a demanda do mercado. O corpo docente e a infraestrutura também devem ser levados em consideração.

Somente depois de verificar todos esses quesitos é possível ter certeza de que o curso é realmente uma boa opção.

Como mostramos neste artigo, não é qualquer profissional que está habilitado para fazer prescrição na área estética. Portanto, será necessário realizar um curso específico e assim atuar com segurança. Importante lembrar que a escolha da instituição de ensino fará toda a diferença no currículo. Sendo assim, pesquise e opte por uma faculdade de referência!

Este artigo ajudou a tirar as suas dúvidas sobre prescrição na área estética? Tem outras sugestões? Deixe aqui o seu comentário e continue acompanhando as novidades do nosso blog.