Como está o mercado para o biomédico?

Biomédico

Desde a implantação dos primeiros cursos, em 1966, a biomedicina vem ganhando espaço no mercado nacional. Segundo o Conselho Federal de Biomedicina (CFBM) há mais de 50 mil registros de profissionais atuando na área, seja em unidades públicas ou privadas de saúde.

Os avanços tecnológicos e de pesquisas, em diversos setores da saúde, têm aumentado o leque de possibilidades para quem atua na área. Dessa forma, o biomédico possui um caminho promissor, principalmente ao dar continuidade aos estudos, se especializado de tempos em tempos.

Se você é um profissional da biomedicina ou está pensando em ingressar nessa área, a seguir vamos abordar um pouco mais sobre o mercado. Confira!

Um pouco sobre a trajetória da biomedicina

No Brasil, a biomedicina, antes conhecida como ciências biológicas – modalidade médica, começou com o intuito de formar professores e pesquisadores. Perto dos anos 80 a regulamentação da profissão fez com que os biomédicos passassem a atuar também fora do ambiente acadêmico.

Com os avanços das pesquisas e tecnologias a presença desses profissionais se tornou cada vez mais fundamental na prática da medicina, para medidas de prevenção, diagnósticos e indicações de tratamentos.

Na atualidade o biomédico pode se especializar em diversos campos, uma vez que o CFBM reconhece 37 habilitações. Algumas dessas áreas são bastante promissoras como mostraremos a seguir.

Segmentos que estão em alta para o biomédico

Unidades de saúde, sejam públicas ou privadas, estão cada vez mais preocupadas em oferecer atendimento de excelência e nesse sentido, a auditoria ajuda a identificar pontos a serem corrigidos, bem como propor melhorias. 

Na atualidade, o biomédico pode desempenhar essa função ao fazer uma pós-graduação na área. Assim, estará apto para atuar tanto como contratado do estabelecimento como um consultor autônomo.

A hemoterapia e terapia celular é uma área em alta. Esse setor trata dos estudos relacionados com a obtenção, processamento e transfusão do sangue, envolvendo ainda os procedimentos terapêuticos e testes sorológicos inerentes aos transfusionais.

Na terapia celular, especificamente, além dos métodos de obtenção, processamento e transfusão das células progenitoras, há os procedimentos de criopreservação e terapias relacionadas aos transplantes.  

As análises clínicas e toxicológicas, que consistem na execução, interpretação e diagnóstico laboratorial, também estão entre as áreas mais promissoras da biomedicina. É um segmento que está constantemente evoluindo por conta da tecnologia, exigindo assim profissionais cada vez mais capacitados.

A colpocitologia oncótica clínica, relacionada com a análise microscópica das características celulares é voltada para as técnicas de diagnóstico a fim de rastrear lesões e determinar o câncer do colo do útero, também é um setor que vale a atenção do biomédico.

Os índices da doença ainda são alarmantes – segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA) é o terceiro tumor maligno mais comum entre mulheres –   e por isso a necessidade da prevenção e do diagnóstico precoce, por meio de exames e procedimentos laboratoriais.

Como uma especialização pode fazer a diferença na carreira

Seja qual for o setor escolhido, o biomédico deve estar constantemente investindo na especialização. Uma pós-graduação será fundamental para ampliar o conhecimento e também se atualizar sobre as novidades do mercado, seja no âmbito acadêmico, de pesquisas ou tecnologia.

Como a pós é um diferencial no currículo, aumentam também as chances de melhores postos de trabalho e por consequência salários mais atraentes. Pode ser também o primeiro passo para uma carreira internacional, uma vez que a biomedicina tem mercado crescente fora do país.

Aproveite para conhecer os cursos de especialização para Biomédicos:

Pós-graduação em Auditoria para Biomédicos 

Pós-graduação em Hemoterapia e Terapia Celular  

Pós-graduação em Análises Clínicas e Toxicológicas

De que forma encontrar a instituição adequada para a pós-graduação

Se a pós-graduação é um dos pontos fundamentais para o biomédico que deseja sucesso na carreira, então vale buscar um curso realmente qualificado, numa instituição de ensino que preza pela formação.

Portanto a dica é considerar o tempo de atividade da escola, pois geralmente as mais bem avaliadas são as que resistem no mercado. Outros pontos importantes são a grade curricular, o corpo docente e a infraestrutura oferecidas. Esses são alguns dos pilares que realmente proporcionam a qualidade no ensino.

Conversar com ex-estudantes, com os funcionários da instituição e visitá-la com antecedência podem ser importantes para ter uma melhor avaliação da escola e assim iniciar a pós-graduação que fará a diferença na profissão.

Como mostramos neste artigo o mercado para o biomédico é bastante promissor, principalmente se ele está constantemente se especializando. Alguns setores têm se destacado mais como o de análises clínicas e toxicológicas, colpocitologia oncótica clínica, auditoria e hemoterapia e terapia celular. Para tanto é fundamental fazer uma pós-graduação em instituição de ensino que preza pela qualidade para assim estar devidamente preparado para o mercado.

No nosso blog você encontra outras informações e dicas para profissionais na área da saúde. Confira os nossos artigos.

Biomédico